17.5.12

Modelos tridimensionais no Inkscape 1: importando e editando

Este tutorial é meio que uma continuação deste meu post sobre como colocar texto Latex no Inkscape. Como as vezes é preciso exibir modelos tridimensionais em alguns trabalhos, usar um software de edição vetorial ajuda a colocar formatos com melhor resolução em papers e slides. O Inkscape tem por padrão um renderizador vetorial que aceita modelos tridimensionais Wavefront ( .obj). Aqui eu vou mostrar como importá-los e editá-los (primeira parte) e como gerar arquivos de saida Encapsulated Post Script (.eps) e/ou Scalable Vector Graphics (.svg), formatos muito utilizados pra quem quer colocar figuras no Latex (segunda parte).


Com o Inkscape aberto, vá em Extensões > Renderizar > 3D Polyhedron. Essa ação irá abrir uma caixa de diálogo em que você poderar escolher que objetos você quer renderizar. Escolha Load from file, informe o caminho completo do modelo (infelizmente não tem um diálogo que cuide disso, então é no braço mesmo que o modelo deve ser informado) e clique em Aplicar.






Com isso você já renderizou seu modelo tridimensional. Você pode alterar algumas características do objeto que vai ser como por exemplo a posição em que o modelo será visualizado, na aba View. Nela você poderá definir 6 rotações a serem aplicadas no objeto em torno dos eixos X, Y e Z com os valores dos ângulos  em graus. Pode-se marcar a caixa Pré-Visualizar, para ver como será exibido o objeto antes de renderizá-lo.



E finalmente, pode-se definir o estilo do objeto a ser renderizado. Tem-se Scaling factor, para definir em que tamanho o objeto será gerado; Fill color, com opções Red, Green e Blue para alterar os valores RGB das faces do modelo tridimensional; Stroke opacity e Stroke width para definir a opacidade e largura das arestas, respectivamente. Pode-se definir a posição da luz em Light X, Y e Z, no caso do sombreamento do objeto ter sido habilitado na caixa Shading.



Depois disso, se quiser inserir mais informações sobre o objeto, basta seguir o tutorial de inserção de Latex no Inkscape.


Este é o fim da primeira parte. Para concluir, veja a segunda parte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário